Assessoria Imprensa (Dest. Foto/Texto)

Retornar para página inteira

Filho do dono do Rei do Bacalhau é julgado por encomendar a morte de seu pai

Notícia publicada pela Assessoria de Imprensa em Wed Nov 22 18:35:00 BRST 2017

O 1º Tribunal do Júri da Capital está realizando nesta quarta-feira o julgamento de dois acusados da morte de Plácido da Silva Nunes, fundador do restaurante Rei do Bacalhau. Antonio Fernando da Silva, filho adotivo do empresário, é acusado de ser o mentor do crime, e Jackson Almeida Galo teria conduzido o executor ao local do assassinato.

A motivação para o crime seria o interesse de Antonio em herdar a propriedade integral do restaurante e receber o seguro de vida do pai.

Entre as testemunhas ouvidas hoje no Plenário estavam a ex-companheira e o pai de Carlos Eduardo Torres Galvão, que na ocasião trabalhava como segurança do restaurante e, segundo a denúncia do Ministério Público, foi contratado por Antonio Fernando para matar o empresário.

Ainda de acordo com a denúncia, depois de cometer o crime, Carlos Eduardo começou a extorquir Antonio Fernando, o que o levou a contratar outro matador para assassinar Carlos Eduardo. Uma sequência de assassinatos teria ocorrido depois, sempre a mando de Antonio Fernando, para encobrir o primeiro crime.

A sentença de Antonio Fernando da Silva e Jackson Almeida Galo deve sair ainda nesta quarta-feira.

Proc. 0150877-03.2007.8.19.0001

SF/JM