Publicador de conteúdo web

Histórico

Agenda Estratégica para uma estrutura implementadora

  • Divisão do DECRI em 4 equipes possibilitando uma descentralização do processo de trabalho e uma melhor supervisão, apoio e fiscalização;
  • Estabelecimento de metas: maior celeridade e diminuição do retrabalho, queda do tempo de autuação e valorização dos funcionários;
  • Identificação das ameaças e oportunidades assim como dos pontos fortes e fracos, para formulação/revisão das estratégias;
  • Implementação de medidas para a autuação dos mais de 700 processos que estavam pendentes de autuação;
  • Disponibilização dos Assessores do Gabinete para auxílio na atividade fim do DECRI;
  • Disponibilização de um dos membros da equipe, com grande conhecimento da 2VP, para atuar como consultor, resolvendo problemas específicos, como processos paralisados desde 2010, aguardando solução da informática, bem como fazer inovações;
  • Melhor aproveitamento dos funcionários para a atividade fim e dos estagiários e terceirizados como força de trabalho efetiva para a atividade meio;
  • Criação do projeto pioneiro desta gestão em parceria com a Divisão de Inclusão Social (DIISO) para abertura de 3 vagas de colaboradores dos denominados 'Projetos Sociais';
  • Mudança do processo de trabalho na indexação, autuação e distribuição;
  • Com a ajuda do setor de informática, foi possibilitada à nova gestão a resolução de algumas fraquezas/ameaças existentes;
  • Novo layout sem custo para o TJRJ;
  • Devolução de material que não era utilizado;
  • Criação de mais 2 horários de distribuição de feitos urgentes, além dos 3 já existentes, aumentando a celeridade na tramitação dos mesmos;
  • Contato com a Procuradoria Geral de Justiça e Defensoria Publica visando maior celeridade dos autos;
  • Apoio da Presidência e da Corregedoria do TJRJ para reposição dos servidores aposentados pelo PIA;

 

Desdobramento das inovações idealizadas/executadas pela gestão para realização de suas estratégias

  • Desde abril de 2015 os processos passaram a ser autuados atendendo a uma meta temporal estabelecida pela Desembargadora 2ª Vice- Presidente. Os processos urgentes, no inicio do ano de 2015, demoravam em média 3 dias entre o recebimento no DECRI e sua distribuição. Agora essa distribuição é feita em pouco mais de 24 horas. Já os processos não urgentes, que antes demoravam em média 10 dias, estão sendo distribuídos em menos de 3 dias;
  • Os processos que estavam pendentes de solução por parte da informática desde 2011 foram resolvidos entre abril e julho deste ano;
  •  Maior integração entre a Desembargadora 2ª Vice Presidente e o seu Chefe de Gabinete com todos os funcionários, independente de sua qualificação funcional;
  • Aprovação do DECRI em Auditoria realizada pelo TJRJ sem nenhum apontamento negativo;
  • Aprovação pelo Órgão Especial, por unanimidade, do novo projeto organizacional para a 2ª Vice Presidência. Anteriormente não existia nenhuma estrutura no DECRI, o que já existia tanto na Primeira quanto na Terceira Vice- Presidência;
  • Criação de 3 Serviços no DECRI, sendo realizada eleição com a participação de toda a equipe da 2ª Vice-Presidência (funcionários, terceirizados, estagiários e colaboradores do Projeto Social) para a ocupação das funções gratificadas pelos funcionários. O controle do resultado das eleições é realizado através do cumprimento de metas;
  • Realizada a avaliação 360º para avaliar o desempenho dos líderes pelos liderados, através da expansão do ¿feedback¿ que inclui a participação de todas as pessoas que interagem com o funcionário avaliado, através de uma maneira segura e anônima possibilitando uma orientação de resultados.

 

Com o monitoramento e avaliações sistemáticas feitas por esta gestão, foi possível realizar a agenda estratégica proposta, bem como proporcionar correções nos momentos oportunos. Ressaltando que tudo isto está sendo realizado com uma lotação em torno de 10% abaixo do ideal estipulado pelo TJRJ.