Emerj promove debate sobre desaparecimento forçado de meninas no Rio de Janeiro
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 18/02/2019 18:58

A Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj) promove no dia 21 de fevereiro, das 9h30 às 12h, a 67ª Reunião do Fórum Permanente de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero, com o tema “Desaparecimento forçado de meninas no Rio de Janeiro: desafios do Sistema de Justiça”.

O Núcleo de Pesquisa em Gênero, Raça e Etnia (Nupegre), coordenado pela juíza Adriana Ramos de Mello, apresentará dados da pesquisa que deu título ao evento. Entre os convidados, estão o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça, juiz Luciano Frota; a promotora de Justiça Eliane de Lima Pereira; o coordenador do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, Fábio Amado de Souza; a secretária de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, Fabiana Bentes; e a presidente da ONG “Portal Kids” e do Movimento “Mães do Brasil”, Wal Ferrão.

O diretor-geral da Emerj, desembargador André Gustavo Corrêa de Andrade, fará a abertura do evento ao lado da presidente do Fórum Permanente de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero da Emerj, juíza Adriana Ramos de Mello.

Poderão ser concedidas horas de estágio pela OAB/RJ aos alunos de Direito que participarem do encontro, e, aos servidores do TJRJ, horas de atividade de capacitação pela Escola de Administração Judiciária. A entrada é franca e para se inscrever ou obter mais informações, basta acessar o link: http://www.emerj.tjrj.jus.br/paginas/eventos/eventos2019/o-desaparecimento-forcado-de-meninas-no-Rio-de-Janeiro_desafios-do-sistema-de-justica.html.

O evento será realizado no auditório Desembargador Paulo Roberto Leite Ventura, na Rua Dom Manuel 25, 1º andar, Centro do Rio.

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional da Emerj.