Presidente do TJRJ conhece sistema de segurança do TJSP
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 22/02/2019 17:06

   

       O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Claudio de Mello Tavares, visitou nesta sexta-feira, dia 22, o Centro Integrado de Monitoramento (CIM) do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), utilizado para a segurança dos prédios. O magistrado participa do Encontro Nacional de Presidentes de Tribunais de Justiça do Brasil, na capital paulista. A visita faz parte da programação do segundo dia do evento, cujo objetivo é compartilhar experiências, fomentar inovação e estreitar a cooperação institucional.

       O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, e o juiz assessor da Presidência (Gabinete Civil e Assuntos de Segurança) Leandro Galluzzi dos Santos apresentaram o Centro Integrado de Monitoramento e as ferramentas tecnológicas utilizadas para a proteção das pessoas que trabalham ou se dirigem aos fóruns. Também acompanhou a visita o corregedor nacional da Justiça, ministro Humberto Martins.

      O CIM é formado por estações de trabalho interconectadas com os edifícios sob sua responsabilidade, o que permite ao operador acessar rapidamente qualquer das câmeras do prédio e receber imagens em tempo real. Ele também pode visualizar a planta do edifício e tem à disposição protocolos de segurança específicos, além de outras funcionalidades. A unidade conta, ainda, com sala de gerenciamento de crises, centro de processamento de dados, auditório para treinamentos de segurança e sala de imprensa.

      O juiz Galluzzi explicou o funcionamento de algumas ferramentas e práticas que estão sendo adotadas, como o controle de acesso aos edifícios, feito por biometria, crachás eletrônicos e, no caso de advogados, pelo código de barras da carteira da OAB. Também foram abordadas outras funcionalidades, como o Dispositivo de Segurança, popularmente chamado de “Botão do Pânico”, por meio do qual o magistrado aciona um alarme no CIM em caso de ocorrências. A primeira fase do projeto de segurança integrada contempla 39 prédios e a segunda etapa, será desenvolvida em quatro anos, com expansão para demais unidades do Estado.

      Participaram da visita os presidentes Leonardo de Noronha Tavares (TJPA); Adalberto de Oliveira Melo (TJPE); Nelson Missias de Moraes (TJMG); Walter Carlos Lemes (TJGO); Carlos Alberto Alves da Rocha (TJMT); Washington Luis Bezerra de Araújo (TJCE); Márcio Murilo da Cunha Ramos (TJPB); Sebastião Ribeiro Martins (TJPI); João Batista Rodrigues Rebouças (TJRN); Tutmés Airan de Albuquerque Melo (TJAL); Osório de Araújo Ramos Filho (TJSE); Yedo Simões de Oliveira (TJAM); Adalberto Jorge Xisto Pereira (TJPR); Francisco Djalma da Silva (TJAC); Paschoal Carmello Leandro (TJMS); Romão Cícero de Oliveira (TJDFT); Carlos Augusto Tork de Oliveira (TJAP); e Helvécio de Brito Maia (TJTO).

      A abertura da reunião dos presidentes dos TJs do Brasil ocorreu ontem (21), no Palácio da Justiça. Ao longo do dia de hoje os desembargadores terão reuniões de trabalho em prol do fortalecimento do Judiciário.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo