Emoção e reflexão sobre ações de mediação na Justiça em peça no CCMJ
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 12/04/2019 20:31

 

Uma mulher idosa entra na Justiça para ter a atenção dos filhos; um casal disputa a guarda da única filha; outro tem a filha presa por envolvimento com as drogas; e o ex-marido exige a partilha dos bens do casal mesmo tendo contribuído menos para a construção do patrimônio. O ponto de ligação entre os personagens é o projeto de mediação e conciliação Casas da Família, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Essas e outras histórias do cotidiano da Justiça são apresentadas na peça “Casa da Família”, que iniciou suas atividades nesta quinta-feira, dia 11. O espetáculo abre a temporada de 2019 da Associação Práxis Sistêmica, que colabora com o projeto Casas da Família, do Núcleo Permanente de Métodos e Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), do TJRJ.

A apresentação acontece no Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ), no antigo Palácio da Justiça, no Centro do Rio. Neste sábado, às 19:00, o CCMJ realiza a última apresentação da peça.

 

Escrita por Cristina Biscaia, a peça apresenta diferentes relações familiares, seus desentendimentos e a falta de comunicação para resolução de conflitos.

- Nós criamos uma peça em que mostramos situações que pudessem ser resolvidas de formas menos complicada, trazendo uma resolução justa dentro do âmbito familiar. Conseguimos apresentar histórias verídicas, que fazem parte do cotidiano judiciário - explicou a autora.

Os atores do espetáculo são alunos do curso da Práxis, de formação em Constelação Familiar, que é uma técnica terapêutica na qual pessoas são colocadas como representantes de familiares a fim de desvelar dinâmicas do sistema familiar.

 

Serviço

Peça: “Casa da Família”

Local: Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ), na Rua Dom Manuel 29 – Centro.

19h, entrada franca.

 

MM/FS

 

Fotos: Felipe Cavalcanti/TJRJ