Oitava Câmara Criminal realiza sessão por videoconferência com a participação de advogados
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 06/05/2020 21:43

Em tempos de distanciamento social decorrente da pandemia do novo coronavírus, a tecnologia tem sido fundamental para manter a prestação jurisdicional adequada e a alta produtividade do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).  Nesta terça-feira, (06/05), a Oitava Câmara Criminal realizou sua primeira sessão por videoconferência com a participação de advogados das partes interessadas. Na oportunidade, foram julgados 29 processos através da plataforma Cisco Webex Meeting.

Participaram da sessão os desembargadores Suely Lopes Magalhães, Gilmar Augusto Teixeira, Elizabete Alvez de Aguiar, Claudio Tavares de Oliveira Junior e Adriana Lopes Moutinho Daudt D’Oliveira, além de 17 advogados.

A sessão de julgamento online seguiu o determinado na Resolução Conjunta 01/2020 da câmara, e na Resolução 313 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 - Antes de realizarmos a videoconferência, nós, da 8ª Câmara, nos reunimos para elaborar uma resolução que acertasse tudo o seria necessário processualmente. Essa atitude nos deu segurança e criou uma atmosfera de trabalho favorável para esse novo tempo. A alternativa se mostrou moderna e eficiente, essencial para que Justiça não paralise em tempos de isolamento social. Os advogados puderam realizar a sustentação oral e elogiaram a iniciativa, disse a presidente da 8ª Câmara Criminal, desembargadora Suely Lopes Magalhães.

Desde o início da adoção do Regime Diferenciado de Atendimento de Urgência , a partir do dia 16 de março, a 8ª Câmara já julgou 736 processos.

 

MG/FS