Condenada quadrilha que roubou milhões de litros de combustível da Transpetro
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 23/07/2020 20:38

A 3ª Vara Criminal de Duque de Caxias, condenou seis integrantes de uma organização criminosa que praticava furto qualificado de combustível através da perfuração e retirada direta dos oleodutos da Transpetro (subsidiária da Petrobras) que atravessam a Baixada Fluminense. 

De acordo com a decisão do juiz Rafael Estrela, pelo menos desde junho de 2015 até março de 2017, o grupo estava estruturado em três grupos – um no Rio de Janeiro, responsável pela escolha dos locais, contratando profissionais qualificados para perfurar, transportar e retirar o combustível; e os outros dois, baseados em São Paulo e em Minas Gerais, que ficavam com a tarefa de distribuir o produto do furto nestes dois estados.

Denilson Silva Pessanha, Renato Tavares de Oliveira, Roniery de Oliveira Alves, Adenir de Carvalho, Jane Pereira e Carlos Alberto Ferreira foram condenados a penas que variam de quatro a sete anos de prisão. 

O grupo foi alvo da operação Ouro Negro, em 2017, em conjunto com a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, na qual foram cumpridos 11 mandados de prisão preventiva e 26 de busca e apreensão. O prejuízo aos cofres públicos foi calculado em R$ 33 milhões pelos cerca de 14 milhões de litros de combustível furtados de oleodutos da Transpetro.

Na sentença, o magistrado ressaltou que “em tempos de crise, como esse que estamos vivendo, são valores que lesam e sobrecarregam a economia, refletindo inclusive nos índices oficiais de inflação distribuídos ao consumidor final”.

SV/FS