TJRJ tem nova ouvidora-geral e moderniza sistema informatizado de atendimento
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 12/02/2021 23:18

                                                                                           A nova ouvidora-geral, juíza Juliana Kalichsztein

 

A Ouvidoria deve prestar o serviço de interface entre o cidadão/ jurisdicionado e o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro de formas respeitosa, célere e eficiente. A avaliação é da nova ouvidora-geral do TJRJ, a juíza Juliana Kalichsztein.

Para a magistrada, as metas a serem alcançadas pela Ouvidoria estão relacionadas ao bom atendimento ao cidadão e ao jurisdicionado que procuram o órgão em busca de uma solução para sua questão. Assim, o rápido encaminhamento das manifestações ao setor responsável para resposta resulta, por consequência, na finalização do questionamento de forma dinâmica e satisfatória.

"Foi uma honra ter sido convidada pelo presidente Henrique de Andrade Figueira para exercer o cargo de ouvidora-geral do Tribunal de Justiça. Desejo corresponder aos anseios dos cidadãos que buscam o auxílio da Ouvidoria, assim como desempenhar as funções em continuidade ao trabalho exercido com competência pelos colegas que me antecederam", afirma a magistrada.

De acordo com a juíza Juliana Kalichsztein,  ainda neste mês de fevereiro a Ouvidoria contará com um novo sistema informatizado para melhor atendimento aos usuários: o Sistema Eletrônico da Ouvidoria (E-SOU).  Atual, a ferramenta é de fácil manuseio, tanto para os cidadãos quanto para os servidores, permitindo maior agilidade no controle das informações.
 

 A Ouvidoria

A Ouvidoria-Geral do Poder Judiciário é órgão da Administração Superior e vinculado diretamente à Presidência do Tribunal, com previsão na Resolução TJ/OE nº 01/2017, tendo como missão ser um canal de comunicação eficiente entre a sociedade e o Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. Implementada em 2005, a Ouvidoria recebe reclamações, dúvidas, elogios sugestões, denúncias, além de dados referentes à Lei de Acesso à Informação (LAI) e da Ouvidoria da Mulher.  De 2013 a 2020, a Ouvidoria realizou, por meio de seus diversos canais, mais de 300 mil atendimentos, uma média de 3 mil por mês. 
 

 Currículo

Formada em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), mestre em Direito Internacional e Integração Econômica e professora de Direito Internacional, Constitucional e Processo Civil, a nova ouvidora é juíza estadual desde 2004, tendo atuado em varas Cíveis, de Família, Criminais, de Fazenda Pública, Empresariais e Juizados Especiais. É titular da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso de Duque de Caixas, na Baixada Fluminense desde 2014, além de membro da Coordenadoria Judiciária de Articulação das Varas da Infância, da Juventude e do Idoso (Cevij) e da Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional (Cejai) do TJRJ. 
 

 Serviço:

Ouvidoria-Geral do Tribunal de Justiça do Rio

Atendimento Presencial: Fórum Central (Av. Erasmo Braga, 115, Centro - Lâmina I, sala 111 - corredor B)
Web: www.tjrj.jus.br/ouvidoria - Clique em fale com a Ouvidoria - Nova manifestação. Após o preenchimento, clique em "Enviar".

Teleatendimento: 159 (Capital) e (21) 3133-3915 (interior)
Ouvidoria Mulher: ouvidoriamulher@tjrj.jus.br

O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, durante o expediente forense (atualmente, em razão da pandemia, das 13h às 19h)
 

Quer saber mais sobre a Ouvidoria?

Clique aqui.

SP/FS/AB