Prazos processuais são suspensos em comarcas atingidas pelas fortes chuvas
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 28/01/2020 15:28

Devido às fortes chuvas que atingiram as regiões Norte e Noroeste do Estado do Rio de Janeiro, cujas consequências continuam dificultando o deslocamento e o acesso a alguns fóruns daquelas áreas, o presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Claudio de Mello Tavares, suspendeu os prazos processuais de processos físicos e eletrônicos, no primeiro grau de jurisdição, em oito comarcas nos dias 27 e 28: Laje do Muriaé, Itaperuna, Itaocara, Miracema, Santo Antônio de Pádua, Porciúncula, Natividade e Bom Jesus do Itabapoana.

Também para evitar prejuízos às partes e aos advogados, o presidente do TJRJ suspendeu os prazos na comarca de Italva/ Cardoso Moreira, no Norte Fluminense, nos dias 24, 27 e 28 de janeiro. As tempestades resultaram em transbordamento de rios, alagamentos, desabamentos e interdição de vias públicas, dificultando, e em alguns casos impedindo, o acesso aos fóruns.

 

Justiça Itinerante também é afetada

 

Atendendo ao pedido da coordenadora do Programa Justiça Itinerante do Estado do Rio de Janeiro, desembargadora Cristina Tereza Gaulia, , o presidente do TJRJ também suspendeu as atividades da Justiça Itinerante nos municípios de Aperibé, Varre‑Sai, Cardoso Moreira e Campos dos Goytacazes, no período de 27 a 31 de janeiro por causa da dificuldade de acesso a esses municípios, que foram bastante atingidos pelas chuvas.

Os prazos judiciais nos Postos da Justiça Itinerante em Aperibé, Goytacazes, Varre‑Sai, Morro do Coco e Cardoso Moreira ficarão suspensos de 27 de janeiro a 2 de fevereiro.

Os Atos Executivos que determinaram a suspensão dos prazos processuais dos processos físicos e eletrônicos no primeiro grau de jurisdição foram publicados no Diário da Justiça Eletrônico dos dias 28 e 29/1.

 

SV / SD