Mediações do eNupemec têm aprovação dos usuários 
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 14/04/2021 14:53

Uma pesquisa realizada com participantes de sessões de mediação feitas pela plataforma on-line eNupemec constatou que houve clareza nas informações sobre o procedimento para 100% dos entrevistados, atendimento considerado cordial e atencioso para 98,2%, sentimento de que foi respeitado e ouvido pelo mediador nos momentos em que quis falar para 95,3% e avaliação de imparcialidade do mediador por 93,5% dos participantes. Foram ouvidas pessoas de mais de 150 sessões realizadas no projeto de Recuperação de Empresas Pré-Processual da empresa Odebrecht no âmbito do Regime Especial de Recuperação Empresarial (RER). A iniciativa é uma parceria do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).  

Os casos mediados estão relacionados a questões contratuais envolvendo a empresa e seu público de relacionamento, especialmente compradores de imóveis. 

“O eNupemec é um sucesso sob todos os aspectos e mostra o acerto da política de desenvolvimento de sistemas tecnodigitais implementada pela administração do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), integrando sua diretriz estratégica”, afirmou o presidente do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), desembargador Cesar Cury, explicando que o projeto tem alto valor de aprendizado, tanto para mediadores quanto para advogados, que mostraram mudança de postura em relação à mediação.  

O aplicativo 

Em operação desde 2018, o eNupemec é uma plataforma desenvolvida em conjunto pelas equipes do Núcleo de Mediação do TJRJ e da FGV para agendamento e controle das sessões de mediação. O aplicativo contém o cadastro de todos os mediadores, que podem controlar suas agendas de sessões, receber notificações e ter acesso aos formulários e arquivos usados nas mediações. O sistema permite que qualquer interessado, pessoa física ou jurídica, em prevenir ou solucionar os seus litígios ou conflitos pré-processuais possa fazer uma mediação on-line. 

SP /MB