Magistrados e servidores doam chocolates para a campanha de Páscoa do Rio Solidário
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 11/04/2019 20:52

                                                               Da esquerda para a direita: Paulo Aguiar, Adriana Horta Fernandes, Glaycianne Tavares, presidente do TJRJ,                                                                                                                                                            desembargador Claudio Tavares, desembargador Flavio Horta e Maria Teresa

 

Dezenas de caixas de bombom foram doadas por magistrados e servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), nesta quinta-feira (11/4), para a campanha de Páscoa do Rio Solidário. As guloseimas, que estão sendo recolhidas até esta sexta (12/4), serão distribuídas em creches cadastradas pela instituição na próxima semana.

A defensora pública Adriana Horta Fernandes, titular da Oitava Câmara Criminal, organizou o evento para recolhimento dos chocolates e explicou que a iniciativa é uma forma de aumentar o número de doações à campanha. O presidente do TJRJ, desembargador Claudio de Mello Tavares, prestigiou o evento acompanhado pela mulher, Glaycianne Tavares, e pela mãe, Maria Teresa.

- Queremos alegrar a Páscoa de crianças que muitas vezes não têm acesso a um chocolate. Sabemos da importância de ações que sensibilizam e despertam a solidariedade - disse Adriana Fernandes.

Criada com objetivo de multiplicar a felicidade das crianças e tornar a Páscoa mais saborosa e divertida, a campanha do Rio Solidário - instituição presidida pela primeira-dama do Estado do Rio, Helena Witzel – receberá mais de 400 caixas de chocolates do TJRJ, além do dinheiro arrecado com a venda de artesanato realizada durante o evento que marcou a entrega dos doces.

Também estiveram presentes o desembargador Flavio Marcelo de Azevedo Horta Fernandes, o desembargador aposentado Gerson Silveira Arrais e sua mulher Rosane Marrone Arrais, entre outros. O chefe de gabinete e assessor jurídico do Rio Solidário, Paulo Aguiar, representou a primeira-dama Helena Witzel.

 

MPM/FS

 

Fotos: Felipe Cavalcanti/TJRJ